14 de Janeiro de 2013
Nascimento de prematuros tem crescido

Veículo: 
Folha de S. Paulo

 

O nascimento de bebês prematuros tem crescido no mundo. Segundo o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), de 2012, o Brasil é o 10º país com maior taxa de prematuros, com 9,2% dos bebês nascendo antes das 37 semanas de gestação. Entre 1990 e 2010, a OMS estima um aumento de 9% nesses nascimentos na América Latina. "Pensava-se que essa taxa fosse diminuir com o aumento no cuidado pré-natal, mas as mães têm tido filhos mais tardiamente", afirma Alice Deustch, coordenadora da UTI Neonatal do Hospital Israelita Albert Einstein. "O melhor monitoramento da gestação tem detectado problemas precocemente, o que pode levar à necessidade de interromper a gestação", diz Renato Procianoy, presidente do Departamento Científico de Neonatologia da Sociedade Brasileira de Pediatria.

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.