13 de Setembro de 2013
Mortalidade infantil no mundo caiu à metade desde 1990, aponta ONU

Veículo: 
Correio Braziliense

A mortalidade infantil no planeta caiu para quase a metade desde 1990, embora 18 mil crianças de menos de cinco anos continuem morrendo a cada dia, segundo um relatório da ONU divulgado hoje (13). Entre 1990 e 2012, o número de mortes de crianças passou de 12,6 a 6,6 milhões em todo o mundo, ou seja, uma queda de 47,8%, indica este estudo realizado com a colaboração do Unicef, da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Banco Mundial. Segundo o documento, esta tendência aponta os "progressos substanciais" que ocorreram para reduzir em dois terços a mortalidade infantil antes de 2015, um dos oito Objetivos do Milênio para o Desenvolvimento estabelecidos pela comunidade internacional em 2000. Mas o ritmo não será suficiente para alcançar este objetivo nos prazos fixados devido à persistência do flagelo, sobretudo na África Subsaariana e na Oceania, preveem os quatro organismos internacionais.

Patrocínio
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.