03 de Junho de 2013
Mortalidade infantil cai no Brasil, diz Unicef

Veículo: 
O Globo

O Brasil conseguiu reduzir um pouco mais o registro de casos de mortalidade infantil, entre 2010 e 2011, e melhorou quatro posições no ranking do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). Segundo o relatório 2013 do organismo internacional, divulgado ontem no Vietnã e que traz dados de 2011, o Brasil diminuiu de 19 para 16 a taxa de mortes por mil crianças com menos de cinco anos. Agora, o País ocupa o 107º lugar. Na edição de 2012, com dados de 2010, o Brasil era o 103º, num ranking onde a primeira posição é ocupada pela pior taxa de mortalidade, a de Serra Leoa. No levantamento do Unicef aparecem 198 países. Em 1990, eram contabilizadas 58 mortes por mil crianças nascidas no Brasil. Na edição do relatório 2013 do Unicef, os cinco países com maior índice de mortalidade infantil são africanos: Serra Leoa, com 185 mortes por mil; Somália, com 180; Mali, 176; Chade, 169; e República Democrática do Congo, com 168.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.