16 de Abril de 2012
Literatura infantil estimula criatividade e tolerância

Veículo: 
Agência Brasil

Uma criança que lê desde pequena se torna um adulto mais aberto, capaz de enxergar o outro com olhar mais democrático, reconhecendo e respeitando as experiências alheias. É o que diz a jornalista e escritora Alessandra Roscoe, durante a 1ª Bienal Brasil do Livro e da Leitura, em Brasília (DF), ao defender que a literatura não apenas estimula a criatividade como permite exercer a imaginação ao extremo. "A gente precisa de fantasia para aguentar o tranco do mundo real", acredita. Com 12 livros escritos e duas participações em coletâneas, Alessandra busca inspiração na convivência com os filhos para as histórias. Para atrair a atenção da criançada, vale apelar para todos os sentidos, mas sem perder de vista o conteúdo. Para Alessandra, é importante estimular a leitura desde cedo, de preferência desde a barriga da mãe.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.