21 de Junho de 2013
'A juventude começa a achar que pode construir um País melhor'

Veículo: 
O Estado de S. Paulo

Em 26 de junho de 1968, o centro do Rio foi tomado por manifestantes, no ato que se tornou um símbolo da resistência à ditadura - a Passeata dos 100 mil. A frente da multidão estava o estudante Vladimir Palmeira, que liderou o protesto sem violência. Economista e professor, Palmeira falou sobre as manifestações que ocorrem em todo o País. Ele avalia os manifestos como altamente positivos. “Uma parcela importante da população quer influenciar os destinos do País. Mas há, sim, lideranças. O Movimento Passe Livre puxou essas manifestações. O que não há é um conjunto orgânico como havia no movimento estudantil, que tinha uma estrutura sindica. A juventude começa a achar que pode construir um País melhor. Eles não têm estrutura intermediária, como os sindicatos. Para continuar, terão de criar uma estrutura”.

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.