15 de Julho de 2020
Jundiaí é selecionada para rede da primeira infância por qualidade no ensino

Veículo: 
Tribuna de Jundiaí

Após seleção em nível nacional, Jundiaí passa a integrar a Rede Urban95 Brasil, desenvolvida pela fundação holandesa Bernard Van Leer em parceria com o Instituto Cidades Sustentáveis.

Por videoconferência, nesta terça-feira (7), o município foi oficialmente  inserido ao grupo de 11 cidades brasileiras (somados a São Paulo, Boa Vista e Recife, que já integravam a Rede). No Estado paulista, apenas três cidades participam da iniciativa. A aprovação ocorreu em razão de Jundiaí priorizar a primeira infância nas suas ações de políticas públicas.

Com a participação, a cidade passa a contar com a orientação da Urban95 para, entre outras questões, coletar dados sobre crianças pequenas e seus cuidadores em cada bairro e usá-los para melhorar a alocação de recursos; transformar os espaços físicos existentes em lugares onde as crianças pequenas brinquem sem perigo; promover hábitos saudáveis; aumentar o acesso e o uso dos serviços que as famílias precisam.

O prefeito Luiz Fernando Machado reforçou a trajetória de ações já realizadas. “A Prefeitura tem pensado estrategicamente o futuro da cidade e isso envolve a boa aplicação de recursos, centrados nas pessoas e voltados à primeira infância. No Plano Diretor local, temos um capítulo inteiro dedicado às crianças”, explica. “É uma honra o reconhecimento de que  Jundiaí pensa e age sob a perspectiva das crianças, com acesso a serviços públicos qualificados e ações determinantes para o pleno desenvolvimento.  Em dezembro do ano passado, tive a oportunidade, à convite da Bernard Van Leer, de dar visibilidade internacional aos projetos desenvolvidos em nossa cidade, durante o seminário em Rotterdam (Holanda), e, agora, recebemos a sinalização de que estamos no caminho certo”, afirma Luiz Fernando.

Entre os critérios da seleção para a Rede Urban95 constam a existência de liderança comprometida com a agenda da infância, boas práticas em políticas públicas e iniciativas voltadas à infância, representatividade regional do Município, entre outros. O número 95 faz referência à altura máxima, em centímetros, de uma criança, até os seis anos de idade, período designado como primeira infância. Este é o segundo reconhecimento nacional que Jundiaí recebe pelas ações ligada ao segmento, já que, desde outubro de 2018, faz parte da Rede Latino-Americana – Projeto Cidade das Crianças.

Claudia Vidigal, representante da Fundação Bernard van Leer no Brasil, também comemora a participação do Município na rede. “Jundiaí já é uma cidade que constrói suas políticas com as pessoas, e, mais especificamente, com as crianças em seu centro. É uma excelente parceira no diálogo, onde temos encontrado na figura do prefeito e demais gestores muito engajamento. A partir de agora, Jundiaí poderá aprender ainda mais com os outros integrantes da rede e contribuir com o que já vem desenvolvendo internamente. E de concreto, já iniciaremos com uma assessoria técnica para que os espaços públicos possam ser, cada vez mais pensados, para as crianças e seus cuidadores, além de outras transformações. Pois nós acreditamos que se mudarmos o começo da história, estaremos mudando a história toda.”

Para o gestor a Unidade de Gestão de Cultura, Marcelo Peroni, a indicação consolida uma linha do tempo de trabalho intersetorial. “Este segundo reconhecimento internacional pelas ações de Jundiaí resulta das iniciativas de diversas Unidades de Gestão pelo programa municipal Cidade das Crianças. Ele deriva, por exemplo da adesão à Rede Latino-Americana, a criação do Comitê das Crianças, a construção do Mundo das Crianças, o programa “Entre a casa e a escola”, e o início das atividades do Centro Internacional de Estudos, Memórias e Pesquisa da Infância (CIEMPI).”

Reconhecimento

Pela aplicação do programa Criança Feliz no Município e outras práticas, Jundiaí já havia recebido, em dezembro de 2018, a visita da comitiva holandesa e foi matéria de publicação. Já em junho do ano passado, Jundiaí recebeu também a visita da comitiva do Ministério da Saúde da Etiópia para conhecimento das práticas do Município, por meio de indicação do Ministério da Cidadania e da Fundação holandesa.

 

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.