07 de Agosto de 2012
Jogos eletrônicos e aplicativos terão classificação indicativa

Veículo: 
Folha de S. Paulo

Jogos eletrônicos e aplicativos terão que vir com a classificação indicativa informando a faixa etária para qual se destina, como acontece hoje nos programas de televisão. É o que determina portaria do Ministério da Justiça publicada ontem (06) no Diário Oficial da União. Segundo a norma, que começa a valer em 30 dias, são as empresas que devem analisar e avaliar seu conteúdo, com base nos critérios de sexo, drogas e violência. Não haverá bloqueio quando o cliente não corresponder à faixa recomendada, mas o aviso deve ser nítido. Quem desrespeitar a regra pode sofrer processo do Ministério Público da União.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.