Infância na Mídia

O Globo
12/03/2018
Pesquisa mostra que a relação das estudantes com disciplinas de exatas é afetada por padrões sociais já observados desde cedo, dos 6 aos 10 anos
www.onu.org.br
12/03/2018
No Brasil, cerca de 22% dos jovens de 15 a 17 anos estão fora da escola. Entre as meninas, as causas incluem gravidez precoce, casamento infantil e prostituição
Nova Escola
12/03/2018
Relatório do Banco Mundial aponta os principais desafios dos brasileiros para alcançar melhores índices de empregabilidade
Diário do Nordeste
09/03/2018
Os dados mostram que 80,1% dos alunos alcançaram nível desejável e outros 11,8% nível suficiente. Das 206 unidades da rede municipal que participaram da avaliação referente à alfabetização, 202 atingiram nível satisfatório
EL PAÍS
09/03/2018
O país está na lanterninha nos quesitos motivação e profissionalização; exemplo de Portugal é inspirador. As experiências internacionais servem para trazer descobertas já realizadas para que não repitamos erros básicos, considerando as nossas especificidades
Jornal de Brasília
09/03/2018
Mais de 12 mil meninas de 13 a 19 anos se tornaram mães de 2016 a 2017. No papel, a escola deve auxiliar. Mas na prática é diferente. A Secretaria de Educação não tem qualquer controle em relação às alunas gestantes e lactantes
Globo.com
06/03/2018
Pesquisa conclui que crianças que crescem em vizinhanças com maior concentração de áreas verdes tem mais massa branca e cinzenta no córtex pré-frontal (que é responsável pelo pensamento complexo)
www.onu.org.br
06/03/2018
Cerca de 263 milhões de crianças e adolescentes estão fora de escola, segundo levantamento divulgado pela UNESCO. Dados também apontam disparidades entre os jovens de nações ricas e pobres — em países de baixa renda, a taxa de evasão de estudantes de 15 a 17 anos é de 59%, enquanto nos países ricos é de apenas 6%
Correio Braziliense
06/03/2018
Crianças e adolescentes com irmãos acima de 15 anos passam juventude quase inteira em abrigos públicos à espera de uma família; aos 18 anos, os jovens precisam deixar os abrigos
Jornal de Brasília
28/02/2018
No momento, há um déficit de 16 mil vagas para crianças de 0 a 3 anos. Em 2017, a fila girava em torno de 21 mil crianças. No caso dessa faixa etária, o atendimento não é obrigatório por lei
Patrocínio
Petrobras

Ex: 15/12/2018