29 de Abril de 2013
Gasto com Saneamento e Saúde é o mais efetivo

Veículo: 
Diário do Nordeste

 

Gastar com Saúde e Saneamento é o mais eficaz para reduzir a pobreza do que gastar com Previdência e Assistência. A conclusão consta em um estudo divulgado pela Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (USP/Esalq) em que a principal proposta foi a análise do efeito do gasto social sobre a pobreza no Brasil por meio das três esferas do governo - federal, estadual e municipal. No âmbito municipal, a pesquisa detectou que o peso do item Saúde e Saneamento também foi maior para a redução da pobreza, em 0,10%. Na esfera estadual, o gasto mais efetivo para combater a pobreza, segundo a pesquisa, foi em Educação, que registrou um impacto de 0,08%. Entre 1987 e 2009, o volume das funções estaduais no setor cresceu de 4% para 6% do PIB, chegando a R$ 193 bilhões.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.