04 de Dezembro de 2013
DF: Grupo teatral propõe relação diferente com terra e arte

Veículo: 
Correio Braziliense

As mãos em contato com a terra úmida são mais do que uma atividade lúdica. São, também um compromisso que os estudantes da Escola Classe 602, no Recanto das Emas, no Distrito Federal, firmam com a consciência ambiental. Eles acompanham desde a coleta das mudas de jatobá ao crescimento das folhas de alface, por meio do projeto Viveiro Cultural. Nele, são realizadas oficinas de paisagismo e jardinagem e também de iniciação à arte circense. Após quase seis meses de atividades, os garotos expõem, nesta semana, as conquistas e as dificuldades da empreitada em uma apresentação a toda a comunidade escolar. O Viveiro Cultural surgiu há quatro anos e atende escolas do Recanto das Emas. Em 2013, o Voar Arte levou a quatro instituições de ensino o Viveiro Cultural e, somente na EC 602, 100 crianças de dez a 14 anos estão inscritas. Em um canteiro antes abandonado, nos fundos da escola, eles montaram a horta e cultivaram as cerca de 200 mudas e sementes.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.