05 de Janeiro de 2012
DF: Conselho encontrou irregularidades em 90% das escolas de EJA

Veículo: 
Jornal de Brasília

A Educação de Jovens e Adultos (EJA) está sob investigação policial no Distrito Federal. Segundo o presidente do Conselho de Educação do DF, Newton Ferreira, 90% das instituições que oferecem ensino fundamental e médio a distância têm irregularidades. A Secretaria de Educação do DF constatou que a maioria das instituições não cumpre o tempo mínimo de curso de um ano e meio para o ensino médio e de dois anos para o fundamental. Cerca de 30 mil alunos estão matriculados nos 38 cursos oferecidos no DF. Na última segunda-feira (2), os centros educacionais Bandeirantes (Ceban) e Evolução, localizados respectivamente nas regiões administrativas do Núcleo Bandeirante e Taguatinga, perderam seus  credenciamentos junto à Secretaria de Educação. Com elas, totalizam seis instituições descredenciadas em menos de um ano.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.