03 de Dezembro de 2012
Criança obesa é mais vulnerável às propagandas de alimentos

Veículo: 
Extra Online

Crianças obesas são mais facilmente influenciadas pela publicidade de alimentos do que as com peso normal. É o que mostra estudo da Universidade do Missouri, nos Estados Unidos. Os pesquisadores observaram imagens do fluxo sanguíneo no cérebro de 10 crianças acima do peso e de outras 10 com o peso saudável. Todos na faixa entre 10 e 14 anos. Foram apresentados aos voluntários 60 logotipos de comida e mais 60 com informações variadas. Os acima do peso tiveram maior ativação das regiões cerebrais responsáveis pela recompensa quando expostos à publicidade de alimentos. As crianças do outro grupo, porém, apresentaram maior atividade nas áreas ligadas ao autocontrole. “Uma das chaves para melhorar a tomada de decisões relacionadas à saúde pode ser encontrada na habilidade de melhorar o autocontrole”, disse Amanda Bruce, uma das autoras do estudo.

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.