27 de Março de 2014
CE: Mais cultura para a infância

Veículo: 
Diário do Nordeste

Saúde, alimentação, educação, profissionalização, cultura. A lei 8.069, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), aponta como dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do poder público assegurar que os protegidos tenham tais direitos, considerados como fundamentais à vida, efetivados com absoluta prioridade. Apesar da determinação legal vigorar desde 1990, as cláusulas continuam sendo desrespeitadas ou ignoradas, inclusive pelo próprio governo. É com esse foco quase emergencial que articuladores de políticas públicas para a infância, em conjunto com a Secretaria de Cultura do Ceará, trabalham para que o estado seja o primeiro da região Nordeste a elaborar um Plano Estadual de Cultura para a Infância, com o estabelecimento de metas, diretrizes e ações para os próximos dez anos. Neste fim de semana, serão mobilizados cerca de 50 participantes para a discussão da pauta no auditório da Escola Porto Iracema das Artes, em Fortaleza (CE). O objetivo é criar uma ferramenta democrática que fundamente e apoie os futuros gestores estaduais no desenvolvimento de políticas culturais voltadas para as crianças cearenses. Durante o encontro, quatro subtemáticas serão debatidas: "Cidadania e Diversidade Cultural", "Patrimônio Cultural", "Educação e Cultura" e "Linguagens Artísticas".

Tags:

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.