20 de Maio de 2019
Campanha para adoção de crianças mais velhas mostra quem são meninos e meninas abrigados no DF

Veículo: 
Globo.com

No Distrito Federal existem cerca de 130 crianças e adolescentes esperando para serem adotados e 543 famílias habilitadas no cadastro local para a adoção. No entanto, a maioria das crianças e adolescentes não se encaixa no perfil pretendido por essas famílias.

Os motivos principais, segundo a Vara da Infância e Juventude (VIJ), são a idade, o número de irmãos e problemas de saúde. Cerca de 90% das famílias ainda buscam crianças menores de 3 anos para adotar.

Para aumentar as chances de adoção desses meninos e meninas, a Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal (VIJ) criou o projeto "Em busca de um lar". O objetivo é a chamada busca ativa de pretendentes à adoção, ou seja, encontrar famílias para crianças e adolescentes que têm o perfil preterido pelos adotantes.

Para encontrar essas famílias, foram produzidos vídeos e fotos. São os "candidatos a filhos" que se apresentam para possíveis pais.

Segundo a psicóloga da Seção de Colocação em Família Substituta da VIJ, Niva Campos, seis crianças e adolescentes participam da campanha, em um primeiro momento. Todas autorizaram o uso da própria imagem e quiseram participar do “Em busca de um Lar”.

“Sabemos do risco que o uso da imagem poderia causar, mas entendemos esse projeto como uma oportunidade de dar visibilidade a essas crianças."

Para Niva, divulgar a imagem é uma chance que elas têm de serem conhecidas e de encontrarem uma nova família. Antes de participar do projeto, cada uma foi assistida pela equipe de psicólogos da Vara da Infância.

Como funciona o projeto?

Os vídeos e fotos das crianças e adolescentes que participam do "Em busca de um lar" são divulgados pela Vara da Infância e da Juventude do Distrito Federal nas redes sociais. A família que se interessar, precisa ser habilitada para a adoção.

É necessário passar por todo processo de preparação psicossocial e estágio de convivência, passos convencionais para a adoção de qualquer criança ou adolescente.

Nessa primeira fase do projeto, foram selecionadas crianças com mais de 9 anos. A segunda fase, que deve começar no próximo semestre, terá crianças que possuem algum problema de saúde.

 

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.