29 de Outubro de 2013
Brasil produzirá vacina exclusivamente para exportação

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

O Brasil produzirá pela primeira vez vacina exclusivamente para exportação. A previsão é de que o País forneça, anualmente, 30 milhões de doses da vacina dupla viral, contra sarampo e rubéola, para países da África, Ásia e América Latina, a partir de 2017. O anúncio da parceria entre o Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos (Bio-Manguinhos), da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no rio de Janeiro (RJ), e a Fundação Bill & Melinda Gates foi feito ontem, no Rio, pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde (OMS), o sarampo mata 158 mil pessoas por ano no mundo, e 110 mil bebês nascem com síndrome da rubéola congênita - transmitida para o feto quando a grávida é contaminada pelo vírus. Hoje, há deficit de 200 milhões de doses dessa vacina, calcula a Fundação Bill & Melinda.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.