29 de Agosto de 2013
Bebês lembram de palavras ouvidas ainda no ventre materno, diz estudo

Veículo: 
Zero Hora

Uma pesquisa publicada na revista da Academia Nacional de Ciências dos Estados Unidos sugere que recém-nascidos conseguem lembrar de palavras que ouviram quando ainda eram fetos na barriga da mãe. Pesquisadores da Universidade de Helsinque, na Finlândia, monitoraram o comportamento de 33 bebês. Uma parte dos pequenos havia sido submetida, ainda no ventre materno, as sequências repetitivas de fonemas simples, como "tatata". Alguns deles precisaram aguentar nada mais, nada menos que 25 mil palavras como essa antes de nascer. Cinco dias depois do nascimento, quando os pesquisadores colocaram para rodar gravações dessas mesmas palavras, as crianças que haviam sido expostas ao estímulo durante o período fetal apresentaram aumento na atividade cerebral, o que os cientistas atribuem ao ativamento da memória da palavra. Além disso, a resposta cerebral variava de acordo com mudanças sutis na pronúncia dos fonemas, o que seria indicativo de que houve o registro de diferenças como a entonação.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.