09 de Janeiro de 2012
Atividade física diária ajuda rendimento de crianças na escola e afasta risco de depressão

Veículo: 
Amazonas em Tempo

Um estudo que acompanhou mais de 200 crianças com sobrepeso e sedentárias, com idades entre sete e 11 anos, mostrou que 20 a 40 minutos de exercícios diários podem contribuir para aumentar a autoestima e para diminuir as chances de desenvolver depressão. Os pesquisadores da Universidade de Ciências da Saúde da Geórgia, nos Estados Unidos, afirmam que o estudo longitudinal - que acompanhou essas crianças durante 13 semanas consecutivas - é o primeiro a demonstrar os benefícios que uma dose mínima de exercícios traz para combater os sintomas da doença e para desenvolver uma autoavaliação positiva por parte das crianças. Para os pesquisadores, quanto mais tempo de exercício diário, melhor. "Levantar-se e fazer atividade aeróbica mudou a relação dessas crianças sobre si mesmas", diz Karen Petty, autora do estudo.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.