26 de Setembro de 2013
Argentina reconhece identidade feminina de criança de seis anos

Veículo: 
Diário de Pernambuco

As autoridades argentinas reconhecerão a identidade feminina de uma criança de seis anos e retificarão sua documentação, no primeiro caso no País de uma menina transgênero. "Aos 18 meses, quando começou a falar, me dizia: 'Sou menininha, uma princesa'", disse Gabriela, mãe da criança, que durante muito tempo tentou junto ao governo o reconhecimento da identidade de gênero de seu filho. O chefe de Gabinete da província de Buenos Aires, Alberto Pérez, afirmou que vai "aceitar o pedido da família". De qualquer forma, os pais deverão fazer uma apresentação judicial para adaptar o documento de identidade. "Pensei que fosse uma brincadeira. Até que vi um documentário sobre uma menina transgênero dos Estados Unidos. Era a história do meu filho. Então, entendi que era uma menina trans, que sua identidade era a de uma menina", disse a mãe.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.