14 de Novembro de 2013
AP: Comunidade escolar promove debates sobre o mês da Consciência Negra

Veículo: 
Diário do Amapá

A Escola Estadual Barão do Rio Branco, em Macapá (AP), promove até o próximo dia 29 o projeto pedagógico A consciência Negra e a Igualdade Sociocultural, que visa atender a inclusão dos conteúdos de matriz africana no currículo escolar e também combater o preconceito e a discriminação, estimulando o convívio social harmônico, dentro do âmbito da comunidade escolar. O professor de História Doval Brito explica que esse é um projeto que objetiva efetivar a Lei 10.639, que dispõe sobre a inclusão da história e cultura africana no currículo escolar. "Resolvemos aproveitar o mês de novembro, que é o mês da Consciência Negra, para desenvolver várias atividades sobre a história da África e afrodescendentes, cujo intuito é sensibilizar os alunos sobre o valor da cultura afrobrasileira e amapaense", disse. Na programação, músicas, filmes, produção de cartilha sobre a criminalização do preconceito e painéis das personalidades negras locais, nacionais e internacionais. Nas oficinas, os alunos conhecem sobre o marabaixo, a afrorreligiosidade e a importância e a reflexão do dia 20 de novembro no calendário brasileiro.

Patrocínio
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.