17 de Abril de 2015
Alunos de escolas municipais do Rio de Janeiro estão sem receber kits de materiais e uniformes

Veículo: 
Extra Online

“A gente quer estudar direito, mas não consegue”. É assim que X., uma menina de 13 anos do 7º ano da Escola municipal Celestino da Silva, na Lapa, Centro do Rio, se sente em relação à falta de material escolar. As aulas começaram no dia 9 de fevereiro e, desde então, nem todos os estudantes da rede municipal de ensino receberam uniformes e kits com lápis, borracha, caderno e apontador. Em 20 de março, a secretária municipal de Educação, Helena Bomeny, admitiu o atraso ao Extra Online, e prometeu que até o final daquele mês a situação seria normalizada. Quase 30 dias depois, o problema continua. Pais de alunos estão sendo obrigados a pagar pelo material que deveria ser distribuído pela prefeitura. A Secretaria de Educação informou que desde 2014 são distribuídas só camisetas e bermudas. Casacos, blusas regatas e short-saia não são mais doados. E não soube informar quantas escolas não receberam os kits. E desta vez promete que até o final de abril a situação será normalizada. Os pais devem recorrer à diretoria de cada unidade se faltar kits.

Patrocínio
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.