10 de Abril de 2013
5% das crianças sofrem com alergia alimentar

Veículo: 
O Povo

Pelo menos 5% das crianças do mundo sofrem com algum tipo de alergia alimentar, segundo dados da Organização Mundial de Alergia (World Allergy Organization - WAO). O distúrbio já é visto como um problema de saúde pública global e será um dos temas das atividades da Semana Mundial da Alergia, que, no Ceará, foi lançada ontem (9) e segue até o dia 14 de abril. "Há 15 anos a prevalência da doença era de 1%. Hoje, está entre 5% e 8%", detalha a alergista Liana Jucá. O crescimento acentuado se deve em parte ao maior número de diagnósticos, já que, antes, sintomas inerentes à alergia alimentar, como urticária, prurido, congestão nasal e taquicardia, nem sempre eram atribuídos ao problema. Outro fator preponderante estaria relacionado com as mudanças climáticas, que afetariam a carga genética da pessoa, de acordo com Liana.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.