03 de Setembro de 2012
3,7 milhões de crianças estão sem escola no Brasil

Veículo: 
A notícia foi publicada nos principais jornais do País

Embora o número de matrículas na educação básica brasileira tenha crescido nos últimos anos, 3,7 milhões de crianças e adolescentes, entre 4 e 17 anos, ainda estão fora da escola - cerca de 10% da população nessa faixa etária. O dado é de um estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) em parceria com a Campanha Nacional pelo Direito à Educação. A parcela etária escolhida inclui todos que, obrigatoriamente, deverão estudar a partir de 2016, conforme prevê emenda constitucional aprovada em 2009. Antes da modificação, a frequência era obrigatória dos 6 aos 14 anos.

Evasão escolar – Com números do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) referentes a 2009, o estudo, intitulado Iniciativa Global pelas Crianças Fora da Escola, também mapeou quem, embora matriculado, corre o risco de deixar as salas de aula. "O que mais leva ao abandono é o fracasso escolar e a necessidade de trabalhar. Temos no Brasil um contingente grande de crianças com mais de dois anos de atraso, o que as torna fortes candidatas a desistir", afirma Maria de Salete Silva, coordenadora do Programa de Educação do Unicef no Brasil.

Patrocínio
Petrobras
Publicações
Este guia integra uma série de publicações editadas pela ANDI – Comunicação e Direitos ao longo da última década, com o objetivo de contribuir para o aprimoramento da cobertura jornalística.