Concurso promove desenvolvimento de aplicativos para consumidor acessar informações sobre reclamações

Para promover a cultura do acesso à informação e dos dados abertos, o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Executiva (SE) e da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), em parceria com o Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), lançou o 1º Concurso de Aplicativos para Dados Abertos. O período de inscrição vai até 19 de dezembro e os interessados podem se inscrever individualmente ou em equipes de até quatro pessoas. Programadores e desenvolvedores de aplicativos para smartphones, tablets e outros dispositivos eletrônicos estão convidados a participar. É uma oportunidade de criar ferramentas de busca e cruzamento de dados para auxiliar os consumidores brasileiros a colocar em prática o acesso à informação sobre reclamações contra fornecedores. Os três aplicativos vencedores receberão como prêmio a publicação dos aplicativos no Portal Brasileiro de Dados Abertos e no portal do Ministério da Justiça. Terão também a nominata da equipe ou do profissional veiculada, receberão camisetas W3C Brasil, ganharão convites para WebBe 2013 e, um certificado assinado pelo Ministro de Estado da Justiça, José Eduardo Cardozo.

Onde: 
Horário: 
Público-alvo: 
Vagas: 
Informações: 

Confira o Regulamento do 1º Concurso de Aplicativos para Dados Abertos no link:
http://portal.mj.gov.br/data/Pages/MJ7CBDB5BEITEMID2B20C957475B4A3C9AF4037667EE45BFPTBRNN.htm

Os pedidos de inscrição deverão ser encaminhados por meio de formulário eletrônico próprio disponível nos sites http://www.mj.gov.br/transparencia e http://w3c.br, no período de 28 de novembro a 19 de dezembro de 2012.

Eventuais dúvidas relativas à inscrição poderão ser sanadas por meio de correspondência eletrônica encaminhada a transparencia@mj.gov.br.

Promoção: 
Ministério da Justiça
Inscrições: 
domingo, 18 Novembro, 2012 até quarta-feira, 19 Dezembro, 2012
Patrocínio
Petrobras
Publicações
Publicação mapeia os principais riscos a que estão expostos crianças e adolescentes nas cidades-sede do Mundial 2014 e apresenta as iniciativas desenvolvidas pela sociedade brasileira para garantir os direitos fundamentais desses grupos etários.