Concurso Desafio prorroga inscrições até 11 de março

As inscrições para o concurso Desafio, promovido pela Fundação Telefônica, foram prorrogadas até o dia 11 de março. Para participar, é simples. Basta inscrever a ideia no site Tecnologias que Transformam, escrever o título para a criação, um texto com breve descrição e ter um link – de youtube ou vimeo – do vídeo de apresentação sobre você, o inscrito, e a tecnologia. Segundo o regulamento, as ideias devem promover algum tipo de benefício social nas áreas de cidadania e direitos, saúde, educação, esporte, geração de renda, catástrofes naturais, invenções com tecnologias, gestão de instituições e/ou voluntariado. Jovens empreendedores criativos e determinados a desenvolver tecnologias desde a concepção até a implementação como um negócio economicamente viável podem participar. A idade mínima é de 16 anos e estes jovens deverão anexar no site uma autorização assinada dos pais ou responsáveis. O concurso está dividido em três fases: na primeira, 80 ideias serão selecionadas; na segunda, os participantes selecionados serão convidados para um evento de formação para enriquecer suas ideias por meio de fóruns, especialistas ou comentários. Aqui, 30 serão os finalistas. Na terceira e última fase, os jovens empreendedores deverão entregar um breve plano de negócio e fazer uma apresentação presencial de seu projeto. No dia 30 de junho, haverá a divulgação dos 10 vencedores que receberão até R$10 mil como prêmio. Vale lembrar que os projetos serão avaliados por uma comissão de jurados – composta por gestores públicos, e de empresas privadas, ONGs e Universidades. Nos critérios de seleção estão a análise do nível de engajamento da criação, a forma e o conteúdo das ideias, e o comprometimento e a interação do jovem empreendedor com seu produto.

Onde: 
Horário: 
Público-alvo: 
Jovens acima de 16 anos.
Vagas: 
Promoção: 
Fundação Telefônica
Inscrições: 
terça-feira, 29 Janeiro, 2013 até segunda-feira, 4 Março, 2013
Patrocínio
Petrobras
Publicações
O guia procura orientar os profissionais de comunicação para uma cobertura qualificada e contextualizada do tema oferecendo referências às políticas públicas, esclarecendo conceitos e sugerindo fontes.